Histórico, uma ocupação para não esquecer

Dia 10/02/2015 – Cerco

No início da manhã manifestantes começaram cercar os acessos da Assembleia Legislativa. Alguns servidores foram impedidos de entrar no prédio da ALEP e outros já tinham sido dispensados devido às manifestações.

ManifestantesManifestantes dos campi I e II da Unespar concentrados na Praça Nossa Senhora de Salete - Centro Cívico PR

Manifestantes durante lanche na Praça Nossa Senhora de Salete – Centro Cívico PR

1006

Manifestantes aguardam as comunicações dos representantes das entidades sindicais.

 

Grade serrada

Enquanto os manifestantes se revezavam em frente aos acessos, policiais serraram uma grade lateral para permitir a entrada dos parlamentares. Os 33 deputados usaram um camburão da Polícia e para passar pelo vão da grade, foram escoltados pelo próprio secretário da Segurança Pública do Paraná, o deputado federal Fernando Francischini. A sessão, realizada improvisadamente no restaurante da Assembleia, debaixo de uma forte chuva, manifestantes entraram no prédio pela portaria e forçam o acesso ao pático, com a derrubada do gradil, rompem o cordão de segurança da Polícia, muitos chegam às rampas e ocupam as galerias.

Grades recolocadas com corrente e cadeado. Fotógrafo Bruno Covello

Grades recolocadas com corrente e cadeado. Foto Bruno Covello

 

 

 

 

 

 

Balas e flores

Enquanto, a multidão se agitava para entrar na ALEP, gás lacrimogênio, balas de borracha e bombas de efeito moral foram lançados e dispersaram parte do movimento. Os deputados estavam reunidos no quinto andar e os elevadores foram bloqueados para impedir o acesso do público.

Manifestantes protestam contra o pacotaço. Foto Flavio Ciffoni

Manifestantes protestam contra o pacotaço. Foto Flavio Ciffoni

Retirada – dia 12/02

O governo recuou e retirou o projeto. Medida foi anunciada e os servidores deixaram o local. A ação do Governo RICHA vai ser comparada à repressão do protesto dos professores no dia 30 de agosto de 1988 durante o governador Álvaro Dias.

O dia 12 de fevereiro vai ser lembrado como um “dia de luta”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s