Manifestantes e protestos impedem a votação do “pacotaço”

Os manifestantes ocupam o Plenário da ALEP desde dia 11 de fevereiro como estratégia para impedir a votação do “pacotaço” do governo RICHA.

Na quinta-feira, os manifestantes estavam concentrados nos acessos da Assembléia, mas os deputados usaram um camburão com escolta do próprio secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Fernando Francischini, para passar por um vão no gradil e dar prosseguimento à votação das medidas em sessão realizada no Anexo da ALEP.

Sem condições, com as manifestações dos professores e de outros servidores públicos, o projeto foi retirado pelo Governo do Paraná e a votação foi suspensa.

Grades recolocadas com corrente e cadeado. Fotógrafo Bruno Covello

Grades recolocadas com corrente e cadeado.                  Foto Bruno Covello

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s